A gripe é uma doença viral contagiosa que afeta as vias respiratórias, sendo que geralmente ao final de 5 dias a pessoa está recuperada. No entanto podem ocorrer complicações principalmente em pessoas com mais de 65 anos e/ou com doenças crónicas. Assim, é de extrema importância a adesão à vacina da gripe, uma vez que, é a principal medida de prevenção e tem como objetivo proteger os grupos mais vulneráveis da doença e das suas complicações.

Os vírus da gripe estão em constante alteração, pelo que a imunidade transmitida pela vacina não é duradoura. É necessário, por isso, repetir a vacinação todos os anos.

Para que serve a vacina da gripe?

A vacina da gripe é o principal fator preventivo contra a gripe em pessoas vulneráveis, prevenindo a doença e todas as complicações que a mesma possa trazer. Segundo a DGS, a vacinação contra a gripe é de extra importância em diversos grupos de pessoas tias como:

  • Doentes crónicos e imunodeprimidos (a partir dos 6 meses de idade);
  • Grávidas;
  • Profissionais de saúde prestadores de cuidado;
  • Pessoas com idade igual ou superior a 65 anos (também está recomendada a partir dos 60 em alguns grupos)

 Como funciona a vacina da gripe?

A vacina da gripe induz a produção de anticorpos no nosso organismo cerca de duas semanas após a administração. Estes anticorpos protegem-nos contra os vírus presentes na vacina do ano em causa, os vírus que serão os mais comuns nesse ano, durante a época da gripe.

Qual o momento mais indicado para ser vacinado?

O período de vacinação é iniciado no final de Outubro sendo que todos os grupos de risco devem estar vacinados até final do ano. As pessoas devem ser vacinadas todos os anos contra a gripe uma vez que, os vírus da gripe estão em constante mudança, por este motivo, a imunidade que a vacina garante num ano não é válida no ano seguinte.

Mesmo após a vacinação, é possível ter gripe?

Sim, mesmo após a vacinação, é possível ter gripe. A eficácia da vacinação depende de fatores como a idade ou estado de saúde geral e também se os vírus presentes na vacina desse ano possam não coincidir completamente com os vírus da época da gripe. No entanto, mesmo que venha a ter gripe, a doença não deverá ser tão grave como seria se não tivesse sido vacinado.

A própria vacina pode causar gripe?

Não, não é possível “apanhar” gripe através da administração da vacina. No entanto, o que pode acontecer é o desenvolvimento de alguns sintomas da gripe o constipação: náuseas, febre ligeira, inchaço ou dor na zona da administração da vacina.

Todas as pessoas podem levar a vacina contra a gripe?

É importante que fale com o seu médico antes de ser vacinado contra a gripe se é:

  • Alérgico ao ovo: a maioria das vacinas da gripe contém uma pequena quantidade de proteína do ovo;
  • Já teve uma reação alérgica grave à vacina da gripe

A vacina da gripe é compatível com a vacina da Covid-19?

De acordo com as novas normas, a vacina contra a gripe e a vacina contra a covid-19 podem ser administradas no mesmo dia, desde que sejam inoculadas em locais anatómicos diferentes (por exemplo, uma no braço direito e outra no braço esquerdo), salvo casos excecionais. Quando não é possível fazer a administração de ambas as vacinas no mesmo dia, as mesmas devem ter 14 dias de intervalo.

Como prevenir a gripe?

Para além da toma da vacina contra a gripe, a DGS recomenda algumas medidas que podem ajudar a prevenir contágio:

  • Agasalhar-se de acordo com a temperatura ambiente;
  • Garantir a higiene das mãos;
  • Optar por uma alimentação saudável rica em vitaminas;
  • Manter algum distanciamento social e seguir as regras da etiqueta respiratória (como, por exemplo, não respirar para cima dos outros, manter a distância, tapar a boca quando e uso de máscara quando tem algum tipo de sintomas).